"Não acrescentemos dias à nossa vida, mas vida aos nossos dias"
Terça-feira, 24 de Janeiro de 2006
Estado De Espírito



Frank Sinatra - "Cheek To Cheek"

Heaven, I’m in heaven
And my heart beats so that I can hardly speak
And I seem to find the happiness I seek
When we’re out together dancing cheek to cheek

Heaven, I’m in heaven
And the cares that hung around me through the week
Seem to vanish like a gambler’s lucky streak
When we’re out together dancing cheek to cheek

Oh I love to climb a mountain
And reach the highest peak
But it doesn’t boot me half as much
As dancing cheek to cheek

Oh I love to go out fishing
In a river or a creek
But I don’t enjoy it half as much
As dancing cheek to cheek

(come on and) dance with me
I want my arms about you
That charm about you
Will carry me through...

(right up) to heaven, I’m in heaven
And my heart beats so that I can hardly speak
And I seem to find the happiness I seek
When we’re out together dancing, out together dancing
Out together dancing cheek to cheek


publicado por Sr. Dr. Ricky às 20:52
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De Anónimo a 25 de Janeiro de 2006 às 20:16
Ao mesmo tempo que uma pessoa fica feliz pelo seu melhor amigo, que finalmente encontrou o amor da sua vida e respectiva estabilidade, também o outro fica triste por nunca mais encontrar aquela que sabe que lhe pode mostrar o que é ser feliz a 2. É triste, mas é verdade. Enfim, sigamos infelizmente, de cabeça erguida mas alma descaída, com feridas impossíveis de sarar, até porque nunca foram bem abertas... Ou foram? Ah, pois foram! Mas devo confessar que é uma cicatriz leve, não é verdade. É a primeira se não contarmos com a cicatriz da mão direita causada pela Dona La Sallette, directora do Externato "O Pinóquio". Nunca cheguei a saber se tinha perdoado a senhora, mas que interessa isso? Finalmente aprendemos a ser maduros como um fruto, que cai das alturas e bate no chão todo pisado, não é verdade?! Enfim, deixemo-nos levar pelo pesadelo de nunca saber se alguém que nos ama devaneia a pensar em nós, tal como nós fazemos aí pelos cantos, acobardadamente. É triste, mas é verdade. Porque é que as coisas não são mais fáceis? A vida não tinha piada, digo eu e mais outros, pois não. Isso também é verdade, só que assim perdemos muito tempo de jogo e o nosso high score fica prejudicado por isso. Mas é o amor um jogo? Pode ser. Depende das opiniões de cada um. Há quem esteja sempre a lançar os dados e a dizer "jogo outra vez", como há quem jogue uma vez e admite que acabou de perder, como também há outros que jogam, jogam e jogam, tal como no Poker. Isso faz algum efeito? Faz, rasga-nos, completamente, brutalmente. Como pode isso acontecer? Algo de espiritual que nos afecta fisicamente? Sim, deixa-nos em baixo, com a sensação de cansaço, e o horror de ir dormir e pensar que foi mais um dia que se passou sem nada se ter passado, é triste a vida... Diz-se que há o lado positivo, não tens amor, tens amigos. Claro, quem diz que são dispensáveis? Eu pelo menos não digo, mas há sempre algo mais que é essencial, não é verdade? Porque é que tem de ser assim? Não podemos viver sozinhos? Ou melhor, podemos não nascer? Se calhar era mais giro assim... Mas já que nascemos, porque não viver sozinhos? Qual é a função da nossa cara-metade, afinal? Procriar? P'ra quem não tem ninguém, é fácil deitar abaixo alguém. Mas se já tivessemos alguém para nos amparar as quedas, não só físicas como emocionais, aí sim, já era diferente. Como nos vêem, as pessoas? Como desgraçados? Que temos nós a menos? Inteligência, carisma? Não sei. Há que lhes perguntar, para que se possam rir na nossa cara. Mas que interessa o que um velho louco pensa? Velho, diz ele. VELHO!!! Então não, 'tá-se mesmo a ver que é velho. Ainda não viveu e diz que é velho. Por favor, ele! Que não sabe o que é amar, que não sabe o que é ser correspondido, ele, ELE, QUE É UM CABRÃO DE UM LOUCO VERME!!!Anónimo
</a>
(mailto:loucurasvadias@horroroman.com)


De Anónimo a 24 de Janeiro de 2006 às 22:01
Gosto de ti =)
*Andreia
</a>
(mailto:andreiafssilva@gmail.com)


Comentar post