"Não acrescentemos dias à nossa vida, mas vida aos nossos dias"
Quinta-feira, 30 de Março de 2006
O "Bicho"

O amor é...é...eu vou arranjar um termo inventado agora por mim já que não usufruiu da inteligência suficiente para decifrar o termo de "amor", por isso vou-lhe chamar "bicho" neste artigo...

Então, como estava a dizer, o amor é um "bicho" engraçado pois muitos o querem encontrar; uns acham-no banal, outros único; uns conservam-no para a vida, outros por dias; uns odeiam-no, outros não vivem sem um; uns são fiéis a um (a); outros preferem vários...

Chamam-no de muito confuso, dizem que quem ama fica estranho, toma atitudes irracionais e esquesitas a "olho nu". Ninguém o consegue explicar, alguns até dizem que quem o tenta é louco; talvez seja por isso que alguns poetas sejam tratados como tal, por tentarem explicar o amor em versos...

Eu só sei que eu, como adolescente com ligações entre neurónios inúteis, (razão porque somos tão confusos) o sinto com mais intensidade...o sinto muito confuso......o sinto e o "des-sinto"...e volto a sentir...


sinto-me:

publicado por Sr. Dr. Ricky às 21:23
link do post | comentar | favorito

Pouco ou nada sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


alucinações recentes

Poema Da Treta

Foi Mais

Um Mais Um

De Volta O Ninho

Justificação de Faltas

Devaneios da Minha Imagin...

Confusão

Receita: "Auani"

Visão (fictício)

Velejando

alucinações antigas

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Blogs Obrigatórios
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds